Wasted Rita na Underdogs Gallery - Artes & contextos

Wasted Rita na Galeria Underdogs

26 Outubro, 2019 0 Por Artes & contextos

“And Now For Something Completely Different: A Show That Features At Least One Female Artist”, é a nova exposição de Wasted Rita na Underdogs Gallery.

 

Wasted Rita na Galeria Underdosgs - Entrada na Exposição

Wasted Rita na Galeria Underdogs – Entrada na Exposição

De seu nome Rita Gomes, a ilustradora de 31 anos, rapidamente se tornou um fenómeno, que se conecta com facilidade aos millenials. As suas frases provocadoras, as suas críticas sociais nada veladas, e a sua faceta feminista, fazem eco no seio dos jovens que têm vontade e acreditam que é possível mudar a sociedade.

Conhecemos bem o seu trabalho, através das redes sociais, do merchandising que realiza para eventos, como para o recente MotelX, e das colaborações que tem vindo a fazer, com Banksy, ou até Madonna no seu videoclipe God Control.

Wasted, uma expressão tão comum à cultura pop, foi escolhida logo no início da carreira de Rita, e reflete o incómodo que a criativa sente pela fraca representatividade feminina no mundo da arte. Entendêmo-lo pelo título da exposição, e compreendemo-lo, mas assim que passamos as cortinas vermelhas à entrada na Underdogs, em Lisboa, tanto aquilo que está exposto como a intencional disposição espacial não são de fácil leitura.

Wasted Rita na Galeria Underdosgs - As Mensagens da Rita

Wasted Rita na Galeria Underdogs – As Mensagens da Rita no Teto sobre a Cama

Encontramos dois espaços (e uma pequena divisão) segmentados entre si por cortinas vermelhas see-thru e correntes: no primeiro espaço, temos à nossa direita a receção, onde vemos algumas obras dos artistas da Underdogs expostas para venda e à esquerda um pequeno espaço aberto, o capsule com paredes que pouco mais fazem do que o papel de biombos e dedicado ao trabalho de Carlos Guerreiro.

Passando a cortina entramos na área da exposição que aqui nos traz, um espaço amplo, mas ainda assim claustrofóbico, onde nos deparamos, ao centro uma cama giratória, posicionada sob um “teto” de panos com algumas das icónicas frases de Rita, provocatórias, direcionadas, incómodas, mas que caracterizam este seu mundo tão bem. Os visitantes são convidados a deitarem-se, para assim observarem corretamente os dizeres que estão pendurados paralelamente ao teto e assim de frente para ao leitor.

Junto a uma parede, há um ascensor, que sobe até um ecrã de televisão, permitindo a duas pessoas assistirem a um vídeo, tão sarcástico quanto a autora e que arranca as reações mais diversas, mas sem dúvida o publico sai de lá com um sorriso na cara.

Um alvo de dardos, uma parede vazia e um espelho fosco completavam a sala.

Wasted Rita na Galeria Underdogs - Um dos "Anexos"

Wasted Rita na Galeria Underdogs – Um dos “Anexos”

De outra divisão de “casa”, saem pessoas através de cortinas de correntes. As obras ali expostas, pertencem ao núcleo mais irónico, feminista e controverso da obra da artista: o traço infantil – mas assim propositado que a caracteriza – e novamente, as originais frases em inglês.

As paredes brancas, servem de contraste, e oferecem amplitude, todavia, mortificam o espaço.

A seleção das obras também deixou a desejar, faltando ali uma forte componente ilustrativa, um diamante na obra de Rita.

Clique para Visitar


Ainda assim, a noite de abertura foi um sucesso e assim continuará certamente a exposição até 16 de novembro.

 


Reportagem de Laura Carvalho Torres e Maria da Luz Pinheiro
Fotos de Rui Freitas

 

Artes & contextos

Assinados por Artes & contextos, são artigos de múltiplos autores, ou republicações de artigos de outras publicações e autores, devidamente identificadas e (se existente) link para o artigo original.
 
O que vamos fazendo por aquiReceba os nossos artigos no seu email - não mais do que um email por semana.